Qual é a resposta correta?

Qual é a resposta correta para um problema aparentemente sem solução? Ou ainda, para qualquer problema que tenhamos na vida? Muitas vezes sem nos darmos conta, buscamos a todo custo, várias respostas. Aquelas que parecem ser a cereja do bolo que faltava para tudo ser resolvido magicamente.

qual é a resposta correta?
Qual é a resposta correta? Já descobriu?

Ter a convicção na hora de dar uma resposta é importante. Porém, deixamos passar algo muito importante que é pergunta. Devemos sempre nos questionar o quão importante aquela situação representa pra nós. Por exemplo, almejamos ganhar cada vez mais, mas por quê? É essencial que eu ganhe mais? O quanto isso vai me retornar em benefício? E, não apenas em benefício material, mas como um todo. O quanto eu estou disponível para sacrificar meu tempo, meu lazer, minhas companhias, minha paz de espírito para ter apenas mais do mesmo?

Isso acontece de maneira natural e, com todos nós. Focamos nossa atenção para a resposta sem saber de fato qual é o nosso objetivo, a pergunta que nos guia. Agindo assim, desperdiçamos tempo, energia, dedicação e, habilidades, para resolver um problema que muitas vezes nem existe de fato, são frutos da nossa imaginação e ambição desmedida.

É importante que saibamos quais são as perguntas que nos movem, a partir delas é possível delimitar um caminho. Sem as perguntas certas, buscamos qualquer resposta. Ora buscamos as que nos convém, ora as que não queremos… mas acabam funcionando, de um modo ou de outro.

Algumas perguntas que podemos nos fazer todos os dias são: “O que mais importa na minha vida?”, “Com que me importo?”, “Quando eu fui além dos limites da minha zona de conforto?”, “Quando foi a última vez que eu fiz algo pela primeira vez?”, “O que eu faço que me alegra e me motiva todos os dias?”, etc, etc, etc… Não devemos nos guiar pelas respostas que os outros procuram pra si, precisamos aprender a fazer as perguntas corretas para nós!

Cansaço

Cada vez mais estamos ficando cada vez mais cansados. Cansados da rotina diária, cansados do excesso de responsabilidades e atividades, cansados de problemas que parecem muitas vezes sem solução, além é claro do cansaço físico. Porém, às vezes, o cansaço psicológico é igualmente prejudicial ou até mais e, não damos a devida atenção.

cansaço
Uma hora o cansaço derruba a todos nós!

A vida é feita de fases e para que possamos tirar o máximo proveito dela é preciso, obviamente, passar por cada uma das fases. Nesse meio tempo nos desgastamos devido aos aprendizados e dificuldades necessárias para que nos tornemos pessoas melhores, com mais conquistas e por ai vai. Isso tudo, uma hora cansa. Ficamos esgotamos de tal maneira que acabamos sem forças e desejamos apenas pular algum período da vida, desejamos dormir a acordar quando tudo isso tiver passado… mas, não é assim que a banda toca!

Muitos dizem que quem fala assim está “romantizando” o cansaço, pessoas assim desejam simplesmente passar por esse período exaustivo e ir direto para a fase da colheita, como se magicamente tudo fosse se resolver por conta própria, reclamam da fase atual, mas muitas vezes não demonstram vontade e preparação para a fase seguinte.

Esse cansaço que passa a ser nosso companheiro é fruto de um excesso de empenho, esperança e esforço realizados em algum momento anterior juntamente com frustrações repetitivas e faz com que fiquemos no mesmo lugar. Mais fácil seria se entendêssemos de uma vez por todas que isso tudo é natural. O final de semana só é desejado porque vem depois de uma semana longa de trabalho, as férias são queridas porque vêm depois de um período longo de trabalho e dedicação, ninguém precisa ser feliz o tempo todo, até felicidade em excesso uma hora cansa.